Conferência Nacional discute Democracia e Saúde com participação de delegada do CRN-8

A nutricionista Jhulie Rissato da Silva (CRN-8 3335) está participando da 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª + 8), em Brasília, como delegada do Conselho Regional de Nutricionistas da 8ª Região (CRN-8). O evento reúne 5 mil participantes e teve início no último domingo (04/08), encerrando-se na quarta-feira (07/08). O tema central da Conferência é “Democracia e Saúde" e os eixos temáticos são "Saúde como Direito", "Consolidação dos Princípios do SUS" e "Financiamento do SUS". A organização do evento é do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e a realização é do Ministério da Saúde (MS).

O objetivo do encontro é discutir as diretrizes para as políticas públicas de saúde no país e resgatar a memória da 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986 (por isso o 8ª + 8), e que foi a primeira a contar com a participação da sociedade. Nela, foram propostas as bases para a saúde brasileira, incluídas na Constituição Brasileira de 1988, e que geraram o Sistema Único de Saúde (SUS). As Conferências de Saúde são os mais importantes fóruns de diálogo entre a sociedade e o Poder Público e nelas estão presentes gestores, profissionais, prestadores de serviços e usuários do SUS.

Para esta 16ª Conferência foram realizadas mais de 3000 etapas distritais, municipais e estaduais, além de encontros preparatórios, que geraram as 31 diretrizes e 333 propostas que estão sendo debatidas nos grupos de trabalho. No último dia, as discussões e conclusões dos grupos de trabalho serão votadas na plenária e irão compor o Relatório Final. De acordo com a representante do CRN-8, Jhulie Rissato, esse relatório irá subsidiar a elaboração do Plano Plurianual 2020 – 2023 e do Plano Nacional de Saúde do Ministério da Saúde.

Propostas - Jhulie explica que Nutrição é assunto sério e garantir a segurança alimentar, com acesso a uma alimentação saudável, é um item que compõe o plano de políticas públicas do SUS. Diversas propostas referentes a esta área da saúde estão sendo abordadas, como a formação do nutricionista, o acesso a água de qualidade e a melhoria nas condições de trabalho do profissional de saúde. “Além dessas, muitas outras que visam garantir um financiamento democrático, respeitando o perfil epidemiológico, o que irá interferir em doenças como diabetes, hipertensão e obesidade”, conta Jhullie.

Confira algumas das proposições que estão na pauta dos grupos de trabalho:

A conferência está sendo transmitida ao vivo pela página do evento no Facebook  e canal do YouTube do DATASUS. 

0
Seja o primeiro a comentar!
Escreva aqui seu comentário...